InícioEditorialEntretenimentoMC Bin Laden usa remédio de disfunção erétil para malhar. Funciona?

MC Bin Laden usa remédio de disfunção erétil para malhar. Funciona?

O funkeiro MC Bin Laden, participante da atual edição do BBB, revelou aos seus companheiros de confinamento que faz uso de um remédio vasodilatador indicado para a disfunção erétil em sua rotina de treinamentos na academia. O cantor usa a tadalafila, que tem ação semelhante ao Viagra, para ter mais energia durante os exercícios, mas a prática é perigosa, segundo especialistas.

O personal trainer Victor Gomes, de Brasília, destaca que não existe nenhuma evidência científica que aponte para um melhor desempenho físico com o uso do remédio. “Se fosse para treino, não se chamaria Viagra”, brinca o profissional.

O nutricionista esportivo Isaac Nunes, também de Brasília, complementa: “O impacto que a substância tem na vascularização do organismo é pequeno e o remédio é feito justamente para dilatar a região íntima, que tem uma anatomia específica. No corpo, acho que não serve para nada.”

Estudos indicam uso desnecessário Os efeitos da automedicação com substâncias vasodilatadoras para a prática de atividade física já foi estudado pela ciência e seus benefícios potenciais foram descartados. Um artigo sobre o uso de tadalafila na academia foi publicado no Brazilian Journal of Development em 2022. Segundo os médicos, sem recomendação, o remédio pode colocar em risco a integridade fisiológica do organismo.

O urologista Marco Tulio Cavalcanti, de São Paulo, orienta que o uso deste medicamento para quem não possui prescrição pode gerar uma espécie de dependência pela necessidade de uso contínuo, o que pode dificultar ereções depois da interrupção. Pode também ocorrer uma tolerância que apaga seus efeitos e obriga o usuário a tomar doses maiores.

Além disso, a tadalafila pode levar a ereções constantes que podem ser doloridas e, em raros casos, até danificar o pênis.

Outro estudo, publicado na Revista JRG de Estudos Acadêmicos em 2021, revelou que a maioria das pessoas que usavam remédios para a disfunção erétil com menos de 30 anos admitiam não sofrer com o problema. O uso era justamente para ter mais disposição sexual ou energia no dia a dia.

Siga a editoria de Saúde no Instagram e fique por dentro de tudo sobre o assunto!

Você sabia que o Itamaraju Notícias está no Facebook, Instagram, Telegram, TikTok, Twitter e no Whatsapp? Siga-nos por lá.

Últimas notícias

Veja imagens do confronto entre assaltantes de carro-forte e PMs no RS

Grupo fantasiado de policiais federais tentou roubar no aeroporto de Caxias...

Confira prazo e documentos necessários para habilitação da primeira etapa da Lei Paulo Gustavo

Entre os dias 21 e 25 de junho, os contemplados da primeira etapa da...

“Tem que parar de fazer filho”, diz Lula a mãe de três no Ceará. Vídeo

Igo Estrela/Metrópoles @igoestrela 1 de 1 Presidente Lula acompanhado da presidente da Petrobrás e...

Mais para você