InícioNotíciasPolíticaMesmo com veto da Justiça, vereador mantém homenagem a Michelle em SP

Mesmo com veto da Justiça, vereador mantém homenagem a Michelle em SP

São Paulo – O vereador Rinaldi Digilio (União Brasil) afirmou, neste domingo (24/3), que vai manter a cerimônia em homenagem à ex-primeira-dama Michelle Bolsonaro no Theatro Municipal, no Centro da capital paulista, previsto para esta segunda-feira (25/3). O evento está barrado, em caráter liminar, pela Justiça paulista.

Digilio é o autor da proposta para entregar o título de “cidadã paulistana” para Michelle Bolsonaro. O vereador alega, no entanto, que não foi notificado oficialmente da decisão judicial e, portanto, vai realizar o evento.

Veja:

“Michelle Bolsonaro receberá sim o título de cidadã paulistana no Theatro Municipal”, declarou o vereador, em vídeo (veja acima) publicado nas suas redes sociais. Segundo afirma, a cerimônia está prevista para as 18h.

Em nota, o vereador afirma que manteria a cerimônia mesmo se tivesse recebido a notificação da decisão.

“Não posso deixar que uma ação ilegal, que promove a censura e ataca diretamente uma prerrogativa do Poder Legislativo faça com que a primeira-dama, uma pessoa honrada, passe por constrangimento”, disse. “Não irei, de forma alguma, fazer essa desfeita e cancelar.”

Decisão liminar Em caráter liminar, a decisão de vetar a cerimônia é do desembargador Martin Vargas, da 10ª Câmara de Direito Público do Tribunal de Justiça de São Paulo (TJSP), e foi tomada na sexta-feira (22/3).

Na ocasião, o magistrado aceitou o agravo de instrumento apresentado pela deputada federal Erika Hilton (PSol) e pela ativista Amanda Marques Paschoal que solicitavam o veto ao uso do espaço indicando possíveis danos ao erário público.

“In casu, o que se depreende nesse momento de análise sumária é a forte probabilidade do ato inquinado importar na criação de custos à Administração Pública diante da necessidade de dispender recursos decorrentes da cessão não onerosa do Theatro Municipal para entrega do título honorífico”, afirmou o magistrado.

A decisão suspende a autorização da Prefeitura de São Paulo para que a homenagem fosse realizada no Theatro Municipal, no centro histórico da cidade, e prevê multa de R$ 50 mil em caso de descumprimento.

Você sabia que o Itamaraju Notícias está no Facebook, Instagram, Telegram, TikTok, Twitter e no Whatsapp? Siga-nos por lá.

Últimas notícias

MPF investiga suposta omissão da PF em ação que matou 26 em Varginha

Polícia Federal indiciou 39 policiais do Bope e da PRF por supostos crimes de...

Casos TikTok e Musk põem holofote em debate político sobre redes e soberania digital

Foto: Tânia Rego/Arquivo/Agência Brasil Casos TikTok e Musk põem holofote em debate político...

Exclusivo: Rodrigão e Adriana Sant’Anna são condenados na Justiça

Quem aí não se recorda do caso babadeiro envolvendo uma briga do ex-BBB Rodrigão,...

CE: professor de muay thai e amigo são presos por golpe do falso Pix

Reprodução 1 de 1 imagem colorida dupla presa golpe pix loja suplementos ceara ...

Mais para você