InícioEditorialPolítica Nacional‘Plano Safra pode não ser tudo o que a gente precisa, mas...

‘Plano Safra pode não ser tudo o que a gente precisa, mas foi o melhor que pudemos fazer’, diz Lula

Presidente pediu aos agricultores familiares que ajudem a fiscalizar o funcionamento do Plano Safra familiar; serão ofertados R$ 76 bilhões em recursos para financiamentos de agricultores familiares

Ricardo Stuckert / PR

De acordo com Lula, há aproximadamente 4,6 milhões de propriedades agrícolas com menos de 100 hectares

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva defendeu que o Plano Safra 2024/25 da agricultura familiar é “exuberante”. Serão ofertados R$ 76 bilhões em recursos para financiamentos de agricultores familiares, 6% mais que na temporada passada. “O Plano Safra pode não ser tudo o que a gente precisa, mas foi o melhor que pudemos fazer. Ele foi feito de forma coletiva. Quero agradecer ao Haddad e ao pessoal da Fazenda que tiveram sensibilidade de perceber que a agricultura familiar tem importância grande ao país”, afirmou Lula no lançamento do Plano Safra 2024/25 familiar, no Palácio do Planalto. De acordo com Lula, há aproximadamente 4,6 milhões de propriedades agrícolas com menos de 100 hectares. “Tem muito produtor pequeno que está tendo crédito com juros de 0,5% ao ano”, destacou.

Siga o canal da Jovem Pan News e receba as principais notícias no seu WhatsApp!

Lula pediu aos agricultores familiares e às entidades da agricultura familiar que ajudem a fiscalizar o funcionamento do Plano Safra familiar. “Agora, é importante que as coisas funcionem e, para isso, a sociedade, os usuários, precisam fiscalizar. É importante que vocês entrem em campo não apenas para produzir, mas para garantir que o Plano Safra seja cumprido em todas suas letras e vírgulas”, pediu aos presentes. “Fiscalização é para ter certeza de que o Brasil não terá problema de alimento”, argumentou.

Publicado por Carolina Ferreira

*Com informações do Estadão Conteúdo

Você sabia que o Itamaraju Notícias está no Facebook, Instagram, Telegram, TikTok, Twitter e no Whatsapp? Siga-nos por lá.

Últimas notícias

Mais para você