InícioNotíciasPolíticaPresidente da CPI, que é do PT, dá bronca em deputados bolsonaristas

Presidente da CPI, que é do PT, dá bronca em deputados bolsonaristas

Após dois deputados distritais bolsonaristas criticarem a esquerda, o presidente da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) dos Atos Antidemocráticos da Câmara Legislativa do Distrito Federal (CLDF), Chico Vigilante (PT), disse que os parlamentares “não querem investigar nada” e só pretendem xingar e usar a CPI para produzir vídeos para postar nas redes sociais.

A treta no plenário da CLDF ocorreu durante a sessão desta quinta-feira (21/9), quando o coronel da Polícia Militar do Distrito Federal (PMDF) Paulo José Ferreira de Sousa Bezerra era ouvido pela comissão.

Primeiro, Thiago Manzoni (PL) disse que a esquerda voltou à Presidência da República “com rancor, com ódio do povo brasileiro, ódio da bandeira brasileira, ódio das instituições de segurança pública, ódio da polícia”.

Segundo o deputado do PL, a extrema-esquerda quer acabar com a polícia. “A Polícia Militar do Distrito Federal é uma instituição honrada. E os erros que determinados indivíduos eventualmente tenham cometido têm que repousar apenas sobre eles e não sobre a polícia do Distrito Federal. Porque esse discurso eu já conheço: você chama a polícia de bandido, fala que é violenta, que mata, que faz isso, para depois pedir o fim da polícia. É isso que eles querem”, declarou.

Em seguida, o Pastor Daniel de Castro (PP) disse que o “DNA” da direita “não é corrupto”. Ele fez uma comparação entre o ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) e o atual chefe do Executivo, Luiz Inácio Lula da Silva (PT).

“O nosso presidente [Bolsonaro] pode ter seus defeitos e problemas, mas não foi preso nem condenado em três instâncias. Não nos meçam com essa régua. Respeite a direita, até porque tem muitos aí que falam e vão embora, porque não aguentam embate”, afirmou.

Por fim, antes de encerrar a sessão da CPI, Chico Vigilante disse que não vai permitir que a comissão se torne “palco da extrema-direita do Brasil”. “São pessoas que não têm argumento, não têm proposta, não querem investigar nada. Vêm aqui, faz xingamento e vão embora. Isso eu não aceito”, declarou, irritado.

Veja trechos das falas dos deputados:

“Nós não estamos produzindo videozinho para as redes sociais. Estamos em busca da verdade”, enfatizou o presidente da CPI.

Chico também criticou a fala do Pastor Daniel de Castro contra a descriminalização das drogas e do aborto. “O que é que tem a ver uma discussão que está no Supremo Tribunal Federal com o Poder Legislativo e a CPI? E estão mentindo, dizendo que o Supremo quer legalizar [o aborto], quando o que quer é descriminalizar, para não penalizar a mulher duas vezes”, disse.

Você sabia que o Itamaraju Notícias está no Facebook, Instagram, Telegram, TikTok, Twitter e no Whatsapp? Siga-nos por lá.

Últimas notícias

Laudos de câncer atrasados chegam a 1 mil e HUB pede ajuda a hospitais

A Divisão de Apoio Diagnóstico e Terapêutico (DADT) do Hospital Universitário de Brasília (HUB-UnB)...

“Tudo bem corintiano bater em mulher, Lula?”, diz Ciro Nogueira

Senador afirma ser “inaceitável” fala do presidente “perdoando” violência doméstica praticada por torcedores do...

Sem furar bolha da esquerda, Boulos anuncia 8º partido em coligação

São Paulo – Polarizando com o prefeito Ricardo Nunes (MDB) nestas eleições, o deputado...

Erik Cardoso busca medalha olímpica após quebrar recorde de 35 anos

Principal velocista do Brasil na atualidade, Erik Cardoso é uma das grandes promessas...

Mais para você