InícioNotíciasPolíticaLula diz que não joga dinheiro fora: “Responsabilidade é compromisso”

Lula diz que não joga dinheiro fora: “Responsabilidade é compromisso”

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) afirmou, nesta quarta-feira (3/7), que a responsabilidade fiscal é “um  compromisso do governo”. “A gente não joga dinheiro fora”, afirmou o petista em meio a dias turbulentos na economia.

A declaração, durante evento no Palácio do Planalto nesta quarta-feira, ocorre após dias seguidos de reações negativas do mercado a falas de Lula sobre a economia e autonomia do Banco Central. Nesta quarta, o dólar registra queda de 1,714%, cotado a R$ 5,56. Na véspera, a moeda americana fechou em alta de 0,22%, a R$ 5,66, depois de ter atingido R$ 5,70 durante o pregão.

“Aqui nesse governo, a gente aplica o dinheiro que é necessário, a gente gasta aquilo que é necessário, mas a gente não joga dinheiro fora. Responsabilidade fiscal não é uma palavra, é um compromisso desse governo desde 2003 e a gente manterá ele à risca”, disse Lula durante o lançamento do programa de agricultura familiar dentro do Plano Safra 2024/2025.

Também nesta quarta-feira (3/7), o ministro da Fazenda, Fernando Haddad, afirmou que os compromissos do presidente serão os responsáveis por acomodar o câmbio nos próximos dias, em referência a alta do dólar ante ao real.

O ministro declarou ainda que o governo não trata de medidas para conter a subida da moeda norte-americana e que a diretoria do Banco Central (BC) “tem autonomia para atuar quando entender conveniente”. “Não existe outra orientação”, frisou.

Nos últimos dias, a cotação do dólar tem tido sucessiva altas, e retomou patamares que não eram alcançados desde o último ano da gestão de Jair Bolsonaro (PL).

1 de 5

O presidente Lula (PT)

Hugo Barreto/Metrópoles

2 de 5

O ministro Paulo Teixeira (Desenvolvimento Agrário) e o presidente Lula

Hugo Barreto/Metrópoles

3 de 5

O presidente Lula e integrantes do MST

Hugo Barreto/Metrópoles

4 de 5

Lula e produtores da agricultura familiar

Hugo Barreto/Metrópoles

5 de 5

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT)

Hugo Barreto/Metrópoles

Os aumentos sucessivos têm refletido um sentimento de incerteza do mercado, principalmente quanto à política fiscal. Cenário, esse, que é somado às críticas de Lula quanto à atuação do presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto.

Nas últimas semanas, Lula endureceu as críticas à atuação de Campos Neto, após a taxa básica de juros, a Selic, ser mantida a 10,5% ao ano na última reunião do Comitê de Política Monetária (Copom). Escolhido pelo presidente Jair Bolsonaro (PL), Campos Neto permanecerá no cargo até o último dia de 2024.

Você sabia que o Itamaraju Notícias está no Facebook, Instagram, Telegram, TikTok, Twitter e no Whatsapp? Siga-nos por lá.

Últimas notícias

Vaidebet: A Plataforma Definitiva para Apostas Online

O mercado de apostas online está em constante evolução, oferecendo cada vez mais opções...

Partido Democrata avalia antecipar nomeação de Biden

Integrantes querem oficializar a candidatura antes da Convenção Nacional, em 19 de agosto; buscam...

“Ninguém vai te roubar”, diz Nego Di para vítima de golpe: veja prints

O influenciador e humorista Nego Di foi preso em 14 de julho, em Santa...

Mais para você