InícioNotíciasPolíticaPresidente do PT em SP minimiza rejeição ao retorno de Marta Suplicy

Presidente do PT em SP minimiza rejeição ao retorno de Marta Suplicy

São Paulo – Após o PT anunciar, nesta terça-feira (16/1), que aceitará a refiliação de Marta Suplicy para que ela seja a vice de Guilherme Boulos (PSol-SP) na disputa à Prefeitura da capital paulista, o presidente municipal da sigla, Laércio Ribeiro, minimizou as críticas de alas internas do partido ao retorno da ex-prefeita.

“Também tivemos um processo de questionamento na escolha do Boulos, inclusive”, afirmou Laércio, que um dos coordenadores da pré-campanha do psolista.

Marta deixou o partido em 2015 em meio às investigações da Lava Jato e votou a favor do impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff. Algumas tendências, como são chamadas as alas internas do PT, têm se manifestado contra o retorno da ex-prefeita.

O pedido formal de filiação, que ainda não foi feito por Marta, pode ser contestado por qualquer petista até sete dias depois da solicitação. Quando isso ocorre, o processo de impugnação, ou seja, de contestação, é deliberado pela direção municipal e, caso seja aceito, pode ser encaminhado às direções estadual e nacional do partido.

No entanto, Laércio afirmou que há “maioria consolidada” a favor do retorno de Marta na direção municipal petista e que não vê possibilidade de impugnação ou de que o pedido chegue aos outros diretórios.

“Se tiver [pedido por impugnação], a direção tomará essa decisão, mas tudo já será resolvido aqui no [diretório municipal]”, disse.

Marta Suplicy

A ex-prefeita de São Paulo Marta Suplicy Cleia Viana / Câmara dos Deputados

marta-suplicy

Marta Suplicy Governo do Estado de São Paulo

Marta Suplicy

Marta Suplicy Marcelo Camargo/Agência Brasil

Marta-Suplicy-Marcelo-Camargo-Ag–ncia-Brasil-840×577

Marta Suplicy MARCEL CAMARGO/AGÊNCIA BRASIL

Marta-Suplicy-900

Marta Suplicy Moreira Mariz/ Agência Senado

marta suplicy

Marta Suplicy Waldemir Barreto/Agência Senado

marta suplicy

Marta Suplicy Reprodução/Agência Senado

Em reunião realizada nesta terça, com mais de duas horas de duração, o PT paulistano também descartou a possibilidade de realizar prévias para definir quem será o vice de Boulos.

Para isso, o retorno de Marta foi condicionado à participação dela em rodas de conversas com as bancadas petistas para, de acordo com Laércio, “diluir” a resistência de alguns setores.

Sem data para filiação Embora o PT já tenha um cronograma pré-estabelecido para que a filiação da ex-prefeita seja feita em fevereiro, o presidente municipal evitou dar uma data específica pela dificuldade em lidar com diversas agendas, em especial, a do presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT).

Foi Lula quem fez o convite para que Marta retornasse ao PT, ainda no fim de 2023.

Segundo Laércio, a indicação de Marta para a vice se enquadra nos três pré-requisitos que o PT busca no posto: que seja, preferencialmente, uma mulher, que tenha experiência com gestão e que possa fazer a “defesa do PT”.

Você sabia que o Itamaraju Notícias está no Facebook, Instagram, Telegram, TikTok, Twitter e no Whatsapp? Siga-nos por lá.

Últimas notícias

Como abrir uma agência de viagens?

Abrir uma agência de viagens pode ser uma ótima oportunidade para empreendedores apaixonados por...

Como atrair clientes para loja?

Atrair clientes para a sua loja é essencial para o sucesso de qualquer negócio....

Como saber se tenho TOC?

O Transtorno Obsessivo-Compulsivo (TOC) é uma condição de saúde mental caracterizada por pensamentos obsessivos...

Como tirar vermelhidão da pele?

A vermelhidão na pele pode ser causada por vários fatores, desde reações alérgicas até...

Mais para você